Quando (realmente) é necessário fazer uma consulta de tarot?

quarta-feira, abril 07, 2021

Você provavelmente já se questionou se o assunto que lhe "atormenta" poderia ser abordado em uma consulta de tarot, mas tem certos assuntos que não são necessários uma consulta ou até não são adequados para serem abordados em uma consulta de tarot.


Quando (realmente) é necessário fazer uma consulta de tarot?


Por isso, escrevi este post com o objetivo de clarificar a sua mente e lhe orientar a optar por uma consulta somente quando for necessário.

Quando que é necessária uma consulta de tarot?

A consulta é necessária quando você está em dúvida entre dois caminhos na vida, quando você sente que a sua jornada espiritual está estagnada e você não está avançando na vida, mesmo fazendo esforço para isso.

Situações como:

  • Você tem dúvidas a respeito do seu propósito de vida e precisa de uma clarificação.
  • Há bloqueios na sua vida amorosa, profissional ou financeira sem motivos aparentes e você deseja entender o que está bloqueando.
  • Você não sabe se está no caminho certo para qualquer situação que seja.
  • Você está em uma encruzilhada e não consegue decidir qual será o próximo passo.
  • Você pode estar em dúvida entre dois amores, dois empregos, duas profissões, por exemplo.
  • Quando você está pronta(o) para ouvir verdades, mesmo que doloridas, mas que façam você questionar seu percurso de vida e, desta forma, melhorar.
  • Quando você precisa de um conselho neutro de uma terceira pessoa sem envolvimento emocional com você para uma situação específica.
  • Você deseja saber a respeito da vida de outra pessoa que você gosta, se ela está te escondendo alguma coisa, se ela está bem etc.
  • Se você quer usar o tarot como uma ferramenta de autoconhecimento e evolução espiritual, não para massagear seu ego.
Perceba que as situações acima envolvem o seu percurso de vida espiritual e tem relação direta ou indireta com seu propósito de vida e evolução.

Aqui a prioridade é a consciência plena do consulente, no caso, você.

Então a consulta de tarot se torna necessária quando envolvem questões relacionadas a assuntos da alma e da sua jornada espiritual, do seu propósito de vida, da sua alma gêmea, enfim.


Onde eu quero chegar com isso? 

Que para você fazer uma consulta de tarot você precisa realmente estar em dúvida sobre uma questão que envolve a sua evolução espiritual ou que realmente você não tenha noção alguma da resposta.

Eu digo isso porque tem gente que já sabe a resposta e mesmo assim fica teimando no tarot ate que um "tarólogo" lhe diga algo que você queira ouvir.

E às vezes, a gente nem precisa ouvir da boca de outra pessoa. Você tem todas as provas de que a situação não tem mais conserto.

Vou dar um exemplo: a mulher que o cara se afastou, trai ela, some, é frio com ela, briga, humilha, etc. Aí a criatura fica pagando consulta para saber se o cara tem magia, se ele se afastou por problemas espirituais. 

Amiga, acorda. Se o cara é escroto com você, não há o que fazer. O tarot não vai te dizer algo diferente disso. 

Ele simplesmente vai confirmar que ele é escroto e te aconselhar que a sua atitude deveria ser a seguinte: deixar esse escroto ir embora para que você se liberte da situação.

Tarólogo não possui autoridade para tirar magia de ninguém (aliás, fuja de tarólogos que fazem qualquer tipo de trabalho, principalmente os que envolvem o livre arbítrio do outro). 

Percebe que não adianta saber se ele está enfeitiçado? Aliás, muitos "tarólogos" se usam desse tal de feitiço para lhe tirar dinheiro.


Porque se a situação está ruim, cabe a você entender que não há mais conserto e fechar a porta de uma vez. Se você não fechar a porta, você vai continuar na zona de conforto e, consequentemente no sofrimento.


Portanto, é necessário entender que a consulta só vai ser útil quando você realmente estiver disposta(o) a mudar a sua atitude. É você quem é o dono da sua vida.


Não adianta o tarô falar mil maravilhas mas você não move um dedinho para que elas aconteçam.

Se eu abro as cartas, te dou um direcionamento com base no que o tarot disse e você não cumpre o conselho ou não busca enxergar a situação de uma forma diferente, você irá jogar dinheiro fora.

Portanto se atente a isso! A consulta só será útil se você se propor a mudar seu padrão de pensamento.

Quando que NÃO é recomendada a consulta ao tarot?

Resumidamente, quando envolvem questões ligadas a saúde física ou mental, não recomendo consultar o tarô. Que fique bem claro aqui, vou até escrever em caixa alta:

TARÓLOGO NÃO É PSICÓLOGO NEM MÉDICO.

A função do tarólogo não é curar (fuja dos que te promete te curar de doenças, ok?), é direcionar e interpretar as cartas de forma intuitiva, fazendo uma ponte entre o mundo espiritual e terreno e, a partir daí, trazer direcionamentos, conselhos e ideias para você poder evoluir na sua jornada aqui na terra.

Não somos médicos, nem psicólogos. Os psicólogos, médicos e psiquiatras são os que estudam para curar doenças e distúrbios.
 
Meu estudo como taróloga é espiritual e metafísico, é completamente diferente. 

Isso significa que o tarot não irá curar o seus problemas, mas lhe dará direcionamentos, conselhos e possíveis desfechos para a situação.

Aliás, recomendo fortemente que antes do tarot, você procure também uma terapia com psicólogo. Vai te ajudar muito, de verdade! Psicólogo é tudo de bom!

Principalmente se você está com um problema físico ou psicológico como depressão, ansiedade, síndrome do pânico, você deve primeiro buscar o psicólogo, médico ou psiquiatra e usar o tarô como uma terapia alternativa.

Assim você cuida da sua mente e do seu espírito também e, com isso, você terá maior qualidade de vida.

Resumindo, quando não fazer uma consulta de tarot:

  • Quando se há doenças físicas (pressão alta, câncer, diabetes, etc) e mentais como depressão, ansiedade, distúrbios diversos precisam ser tratados no médico.
  • Você já tirou tarot várias vezes para a mesma pergunta. Você já sabe a resposta, certo?
  • Se você não tem certeza do que quer saber. Se você não sabe o que perguntar, o tarot também não saberá o que te responder. É importante ter uma pergunta direta sobre a questão.
  • Se você não está preparada(o) para ouvir verdades, não recomendo consultar as cartas. Se estiver sensível emocionalmente, evite. 
  • Se você não está preparado para tomar novas atitudes na sua vida, mudar sua forma de pensar e agir diante a situação.

E acredito que é isto, por enquanto. Busque o tarot para evoluir espiritualmente e dentro de si mesmo, não para tentar ouvir aquilo que você quer ouvir, ok?

Espero ter ajudado. Para consultas, você pode clicar aqui para conhecer o meu trabalho como taróloga. Será um prazer lhe atender!

Alias recomendo ler os dois posts abaixo antes de você marcar uma consulta com qualquer tarólogo:


Beijão


PS: Não deixe de acompanhar nossa página do instagram, onde posto tiragens coletivas semanalmente e no Youtube. Aproveite e curta nossa página no Facebook para ficar sabendo das novidades em primeira mão!


📝 Postado por Gabi

Sou a fundadora deste cantinho especial chamado Grymora, desde 2020. Taróloga e bruxa natural apaixonada pelo mundo da escrita desde 2008.



Você também irá gostar de ler ♥

0 comentários

A cópia total, parcial ou adaptação deste artigo é proibida de acordo com a lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. Não copie, compartilhe! Dê valor ao conteúdo gratuito de qualidade.

Comentários de mau gosto serão EXCLUÍDOS.