O que fazer com cristais falsos / sintéticos?

sábado, abril 03, 2021

Uma das postagens mais famosas aqui do blog foi a polêmica a cerca dos cristais falsos. Fazia muito tempo que não via ninguém falar que esses cristais como pedra da estrela eram FALSOS. Parece que há um certo tabu em falar sobre isso na internet. Por que será? 🥺



Obviamente, porque envolve dinheiro, é claro! Muitas empresas estavam ganhando dinheiro usando a inocência da maioria das pessoas a cerca de pedras e cristais.

Talvez a minha reputação tenha sido da destruidora de vendas de cristais falsos por aí (hehe), mas o mais importante é que agora muita gente não vai ser mais enganada com os cristais "falsos" como se fossem verdadeiros.

Eu acredito que usar cristais falsos como a pedra da estrela, a qual é feita de vidro e outros ingredientes para processos terapêuticos ou mágicos é como usar um pedaço de vidro para atrair energias.

Uma garrafa de cerveja faria a mesma coisa, talvez?


Será que serve para alguma coisa? Olha, veja bem... 

O vidro é um aglomerado de areia beeem fina de sílica e oxigênio e outros ingredientes. Isso é, ele é derivado do silício, que é um mineral lindo! Aliás, já viu uma pedra de silício? Deixo a imagem abaixo para você admirar um pouco.


Silício Bruto
Roubei no Google, não consegui encontrar a autoria da foto.


O quartzo também é um derivado do silício, mais especificamente o óxido de silício, que é o mesma composição que a base do vidro.

Resumindo (e pedindo perdão aos químicos e geólogos que estão lendo este post, notem que não há intenção de abordar o assunto de forma científica): o vidro e o quartzo são como "primos químicos". O que muda entre o quartzo e o vidro é sua organização de átomos, ao olhar no microscópio.
 
Veja bem, estou me referindo ao óxido de silício puro, não ao vidro em seu estado final (pois o vidro da sua garrafa de cerveja ou da sua pedra da estrela envolve uma série de ingredientes a mais como calcário, carbonatos de sódio, etc).

O quartzo é altamente organizado estruturalmente, enquanto o vidro não.

Então isso validaria o uso dos cristais falsos?

Talvez, mas ao pensar que ao pegar um cristal de "vidro" ele já passou por tantas mãos, sofreu tantas modificações que perdeu suas propriedades naturais, vindas diretamente da terra.

A magia é feita com aquilo que a natureza nos dá, sem modificações. 

Isso significa que ao usarmos materiais industrializados como ferramentas, estamos cada vez mais longe da mãe natureza e, consequentemente, a energia que aquele material nós transmite é menor também.

Eu amo usar tudo natural. Inclusive minhas pedras, a maioria são brutas, que eu mesma peguei do chão. Meus quartzos foram pegos do sítio dos meus pais e do jeito que eles estavam eu os uso. 

Não vai se comparar a um cristal que foi criado usando processos químicos, físicos e passando pelas mãos de tantas pessoas para chegar em suas mãos.

Então o que fazer com seus cristais de vidro e sintéticos?

Não há nada de errado nisso. Mesmo que sejam industrializados, continuam sendo belos e compostos de areia. Não é necessário você jogar seus cristais no lixo.

  • Você pode decorar o seu altar com eles, fazer um lindo arranjo com os cristais.
  • Você pode fazer runas nórdicas ou runas de bruxa com os cristais sintéticos! É uma excelente ideia para reutilizar os cristais. 

Mas você é quem decide o que fazer, é claro. Aqui eu estou dando a minha humilde opinião a respeito.

É isso, espero ter ajudado.
Até o próximo post.



📝 Postado por Gabi

Sou a fundadora deste cantinho especial chamado Grymora, desde 2020. Taróloga e bruxa natural apaixonada pelo mundo da escrita desde 2008.



Você também irá gostar de ler ♥

0 comentários

A cópia total, parcial ou adaptação deste artigo é proibida de acordo com a lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. Não copie, compartilhe! Dê valor ao conteúdo gratuito de qualidade.

Comentários de mau gosto serão EXCLUÍDOS.