Lei do Retorno: existe na bruxaria?

sexta-feira, abril 16, 2021

Afinal desejar o mal a alguém faz você acumular karma? E se você der o troco com a mesma moeda? Seria também uma forma de desejar o mal àquela pessoa que te fez mal?  



Quando se é um bruxo sem religião, a gente tende a ser um pouco eclético em nossas crenças, pois eu por exemplo não me vejo obrigada a seguir nenhum dogma específico, portanto, aqui vai o aviso: não tenha esse post como uma verdade absoluta, mas sim uma reflexão pessoal a cerca do assunto e, claro, você tem total direito de concordar ou discordar, porque cada um tem a sua crença.

Muito importante: NÃO sou Wiccana, sou bruxa natural. Não tenho religião alguma.
Aviso dado, vamos lá.

Sobre a Lei do Retorno

A Lei do Retorno funciona tanto em casos positivos quanto negativos. Não sei vocês, mas tanto quando fazemos o bem quanto o mal, você recebe o retorno daquilo que foi feito.

Porém, diferente do que prega a Wicca (que acredita que o retorno bem 3 vezes mais forte), eu acredito que ele vem na mesmíssima intensidade que foi. Tipo assim, você age e a energia volta pra você, na mesma moeda, como se fosse um boomerang.

Não acredito que venha 3 vezes pior, nem 3 vezes melhor. Apenas vem aquilo que tu fez e acabou.

Então, para mim não faz sentido fazer o mal a outra pessoa ou manipular suas energias sem que haja um motivo plausível. 

Ao mexer na energia do outro, abre-se uma possibilidade para atrair pessoas que também façam isso com você ou até mesmo receber o que você fez de volta.

Afinal, você não se torna melhor do que ninguém só porque é um bruxo. Você continua sendo um humano e suas ações sempre terão consequências.

Aliás, a vida é um acúmulo de ações e consequências. Já percebeu isso?

Quem faz a nossa vida seguir um curso diferente, em 90% dos casos, somos nós mesmos. Pouquíssimas vezes é o ambiente ou o acaso que interfere em nosso curso de vida.

A vida é um toma lá dá cá

Acredito que se você faz, você paga. Não importa o que seja. Se você fez uma manipulação, algo será mexido ou tirado aí da sua vida, porque a vida é um constante toma lá da cá.

É impossível ser 100% em tudo ao mesmo tempo.

A gente não pode ser pleno em todos os setores da vida. Penso que sempre haverá desequilíbrio em pelo menos 1 setor da sua vida. Infelizmente o caos existe, cabe a nós termos maturidade para lidar com ele.

Se a sua vida amorosa tá 150% após uma manipulação mágica, provavelmente outra área ficará 50%.

Então se você manipula sua vida financeira através do magia, por exemplo, esteja preparada(o) para a grande onda de energia de prosperidade que virá na sua direção, porém se prepare também para tomar grandes responsabilidades no setor financeiro, tomadas de decisões, talvez uma carga ainda maior de trabalho, julgamentos, stress ou até mesmo por uma fama que você não esperava.

Na maioria das vezes, a gente pede algo e, junto, vem algumas surpresas, assim como todos os pontos negativos daquilo que você pediu.

A magia é uma caixinha de surpresas (ou talvez nem tanto).

Por isso, é importante ter muita consciência do que se pede. 

Antes de criar qualquer feitiço que seja, tenha noção que ações geram reações e que deve-se agir com consciência para que não se arrependa depois.

Fazer o bem apenas por causa da lei do retorno não te trará benefícios

Se você pensa que fazer "o bem" o tempo todo vai te trazer apenas luz na sua vida... Sinto muito... mas não é bem assim que as coisas funcionam. 

O universo não vai te dar uma estrelinha toda vez que você fizer algo bom aqui na terra. 

Aliás ser gentil, ser educado e ajudar deveria ser obrigação, né? Não motivo de presentinhos e gratificações.

O ser humano é um bicho que só faz o bem quando há algum benefício oculto por trás da ação. Pior ainda: que ainda saia no lucro em relação ao outro.

Ou seja, você ama a sua mãe porque ela cuidou de você, te alimentou e te deu carinho. 

Seu namorado te trata super bem porque lá no fundo ele tem intenções sexuais com você, mesmo que você diga "ah, mas ele me ama"... 

Percebe isso? A vida é uma constante troca.

Então não pense que você será "abençoado" pelo universo só porque você limpou a casa para a sua mãe ou porque você é um bom marido, porque você trouxe flores para a pessoa que você gosta ou porque fez trabalho voluntário e postou na internet para ficar ganhando curtidas na foto no instagram.


Mas eu faço o bem e só me ferro...

O bem praticado, para que você possa receber de volta, deve ser puramente sem intenções, sem ego envolvido. É fazer o bem por fazer, sem intenções de ganhar algo em troca com aquilo. 

Se o seu "bem" tem alguma intenção por trás, o que você receberá não será baseado no pseudo bem que você fez, mas sim na intenção que você tem por trás.

Ficou confuso? Quer um exemplo?

Se você vai para a África cuidar de crianças com fome só para mostrar ao mundo o quão perfeito, bondoso, altruísta e preocupado com as causas sociais você é, você NÃO será abençoado pelo universo por isso, apenas receberá alguns minutos de fama no instagram, talvez alguns haters e só. 

Aliás, lá no fundo, o que você está fazendo é se aproveitando da desgraça alheia para se promover e o que você merecia mesmo é se lascar, mas ok...

E se você fica falando o tempo todo que só faz o bem e não recebe reconhecimento, só se ferra, é talvez porque (pasme) você não faça o bem genuíno. 

Você só quer reconhecimento em troca de suas pseudo boas ações.


Mas se alguém me fez mal e eu quero devolver, tem problema?

Na minha concepção (que isso fique muito claro que se trata da minha reflexão pessoal), eu acredito que não tem problema algum. 

Devolver algo que te fizeram é como devolver um "presente" que você não gostou.

É dar o troco com a mesma moeda. 

Devolver não é a mesma coisa que desejar o mal. Eu sei que parece ser a mesma coisa, mas não é. 

Mas isso não seria vingança?

Vingança, para mim, é você fazer algo ainda pior para alguém que te fez mal. Neste caso, eu já não sou a favor, porque você está depositando uma carga de energia que é sua e... sim, pode te causar problemas. 

Aliás, você tem certeza que compensa gastar tempo de vida, vela, incenso e erva com um ser humano desprezível?


Minha filha, meu filho... deixe esse ser humano para lá. Devolva a magia ruim que te mandaram e tá tudo certo.

A energia não veio de você, mas sim do outro. 

Foi ele quem se esforçou para criar aquela energia, principalmente se for uma energia ruim. 

Então ela não te pertence, percebe? Envie o presentinho de volta e vida que segue.

Você pensa diferente sobre a lei do retorno? Deixe seu comentário abaixo! Será interessante discutir outros pontos de vista!

Aliás, deixo como recomendação um texto bacana que li d'O Grande Freixo após ter terminado de escrever este texto, creio que você irá gostar. Dá uma olhada clicando aqui.

Beijos!


PS: Não deixe de acompanhar nossa página do instagram, onde posto tiragens coletivas semanalmente e no Youtube. Aproveite e curta nossa página no Facebook para ficar sabendo das novidades em primeira mão!


📝 Postado por Gabi

Sou a fundadora deste cantinho especial chamado Grymora, desde 2020. Taróloga e bruxa natural apaixonada pelo mundo da escrita desde 2008.



Você também irá gostar de ler ♥

0 comentários

A cópia total, parcial ou adaptação deste artigo é proibida de acordo com a lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. Não copie, compartilhe! Dê valor ao conteúdo gratuito de qualidade.

Comentários de mau gosto serão EXCLUÍDOS.